17 — 04 — 2015
17 — 04 — 2015
17h00 / Hospital Júlio de Matos / Auditório do Pavilhão 11

A equipa do filme coloca-se em cena para acompanhar a história perdida das “pescadeiras”, mulheres arrais de Vila Chã. Filma-se o mar em terra, e reinventa-se uma história num tempo em que já quase não há sinais dela – A Mãe e o Mar acaba por ser assim, também, um filme sobre a dificuldade de fazer cinema que a ficção alivia.

A Mãe e o Mar
Gonçalo Tocha
(2013, Portugal, 92')

Na senda de um mito real e perdido no lugar da praia de Vila Chã, procuramos as mulheres do mar chamadas “pescadeiras”, num dos poucos lugares do mundo com mulheres arrais. Mas onde estão elas? E onde estão os 120 barcos de pesca artesanal? Sobram 9 barcos e uma única mulher pescadeira. Em terra de brava gente do mar, filma-se a paixão da pesca, a paixão do mar.



Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail to someone
APORDOC
Casa do Cinema
Rua da Rosa, 277, 2º
1200-385 Lisboa
Portugal

CONTACTOS
+351 218 883 093
+351 938 701 690
producao@panorama.org.pt
comunicacao@panorama.org.pt